quinta-feira, 25 de abril de 2013

Oração


Lendo Max Lucado e me deliciando com o banquete.

"Nossas orações podem ser desajeitadas. Nossas tentativas podem ser débeis. Porém, uma vez que o poder da oração está naquEle que a ouve não naquele que a faz , nossas orações fazem diferença."

Devemos orar. Apresentar nossa vida ao nosso Deus. Orar em todo tempo. O tempo todo. Conversar com nosso Pai. Ouvir o que Ele quer nos dizer. Quando cansarmos de orar, que oremos mais. É Ele quem nos livra, e ajusta nosso ser à conformidade de sua vida. Quando descobrimos que nossa vida é um parêntese na eternidade, orar deixa de ser opção.


4 comentários:

  1. Banquete? Hum...!!! Que fome! É necessário mais alimento. Então:

    Em Tiago encontramos alguns aspectos referentes a oração.

    1) Sentimento de necessidade:

    Tg. 1:5 "Se, porém, algum de vós necessita de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente e nada lhes impropera; e ser-lhes-á concedida."
    Ante a nossa debilidade e necessidade, oremos por sabedoria.

    Tg. 5: 13,14 "Está alguém entre vós sofrendo? Faça oração. Está alguém alegre? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e estes façam oração sobre ele, ungindo-o com óleo, em nome do Senhor."
    O poder está nEle. A nossa intercessão, através da oração, “desperta” o poder do Senhor.

    2) Fé desapossada de dúvida:

    Tg. 1:6 "Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; pois o que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento."

    Tg. 5:15 "E a oração da fé salvará o enfermo, e o Senhor o levantará; e se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados."

    Apresentemos, pois, nossas desajeitadas orações com fé. Deus ajustará cada peça de nossas suplicas de acordo com Suas misericórdias. Glórias a Ele por isso!
    Como sabemos: “ O coração do homem pode fazer planos, mas a resposta certa vem dos lábios do Senhor” Pv. 16:1

    Você pode até questionar: “E se meus planos forem bons?”
    Hum..., quão perfeita são as escrituras! Olha o que ela nos diz: “Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz e não de mal, para vos dar o fim que desejais.”Jeremias 29:11.

    Pensa que acabou? Não!!! Olha isto (a benevolência do Senhor): “ Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu os ouvirei.”
    Quão bom é saber que Ele nos ouve!
    "Devemos..., Apresentar nossa vida ao nosso Deus. Orar em todo tempo. O tempo todo. Conversar com nosso Pai. Ouvir o que Ele quer nos dizer."¹

    3) Singeleza de coração:

    Tg. 1:8 "Homem de ânimo dobre, inconstante em todos os seus caminhos."

    O singelo de coração se aproxima do Pai.

    "O que ama a pureza do coração e é grácil no falar terá por amigo o Rei." Pv 22.11
    Oremos pela pureza em nossa mente e coração.

    4) Petição

    Tg. 4:2 "Cobiçais e nada tendes; matais, e invejais, e nada podeis obter; viveis a lutar e a fazer guerras. Nada tendes, porque não pedis;"

    5) Finalidade em acordo com a vontade de Deus:

    Tg. 4:3 "Pedis e não recebeis, porque pedis mal, para esbanjardes em vossos prazeres."

    É Ele quem nos livra de nossos prazeres.

    6) Confissão de pecado:

    Tg. 5:16 “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a suplica do justo.”

    7) Feita em santidade:

    A santidade é necessária.

    Josué 3:5 “Disse Josué ao povo: Santificai-vos, porque amanhã o Senhor fará maravilhas no meio de vós.”
    Deus é o auxilio maior para andarmos em santidade.

    8) Com instância:

    Tg. 5:17 “Elias era homem semelhante a nós, sujeito aos mesmos sentimentos, e orou, com instância, para que não chovesse sobre a terra e, por três anos e seis meses, não choveu.”

    A intervenção do Senhor é real ao que clama. As acusações de satanás não podem nos impedir de nos achegarmos a Deus e, experimentar de Sua bondade.

    E para, por hora, complementar (se assim posso me atrever):

    1 Reis 18:42 “...Elias, porém, subiu ao cimo do Carmelo , e, encurvado para a terra, meteu o rosto entre os joelhos,...”
    Fico a imaginar o "força" deste ato.

    Lembrei, ao ler este versículo, da fala de uma sra. sobre uma moça. Algo semelhante a isso:

    "Essa minina é de oração. Ela coloca a cara no pó. Hoje vejo Deus agindo na vida dela."
    Foi agradavel ouvir isso!


    A oração gera frutos:
    Tg. 5:18 “E orou, de novo, e o céu deu chuva, e a terra fez germinar seus frutos.”

    Que exemplo!

    ¹Autora deste blog.

    Atenciosamente,
    Marcos

    ResponderExcluir
  2. Uau, hermenêutica do livro de Tiago, rs.

    Você me inspira, rapaz!

    Me inspira a buscar mais, a amar mais... a ser melhor do que eu sou.

    Minino!

    =)

    ResponderExcluir
  3. Uai, moça preciosa, deveras sinto o mesmo!


    M.S
    rs...

    ResponderExcluir